Mensagem de Cessação de Mandato

21. 07. 23
Acessos: 1804

Cara Comunidade Escolar

É com espírito de missão cumprida que vos dirijo estas palavras e é também com sentido de dever que o faço nesta altura, porque é nesta altura que se encerra um ciclo de 8 anos da minha vida, durante o qual me dediquei por completo ao Agrupamento de Escolas de Lousada, dirigindo os seus destinos, sempre de olhos postos no futuro e na prosperidade da comunidade educativa.

Não foram tempos fáceis, nem ociosos. Fui eleito Diretor em 2013 e aí fiquei incumbido de começar a gerir um Agrupamento recém-criado e constituído por 7 comunidades. Rodeei-me de uma equipa composta por profissionais reconhecidos, dedicados e abnegados de interesseirismo pessoal e demos corpo a uma viagem repleta de desafios. Como em todas as viagens da vida, surgiram incertezas, levantaram-se ventos contrários, foi necessário saber dizer sim e conseguir dizer não, foi necessário fazer opções e escolher caminhos, mas nunca as dificuldades foram maiores que a motivação que nos moveu e nunca as diferenças de opinião foram capazes de fragilizar o companheirismo que se construiu. Durante estes últimos 8 anos o nosso Agrupamento cresceu e afirmou-se. Afirmou-se como comunidade diversa, mas unida e próspera; afirmou-se como entidade dinâmica e fervilhante de vida; afirmou-se como instituição cativante e invejada, mas nunca se deixou impregnar de deslumbramentos, nem de rancores ou vendetas. Com os parceiros certos conseguimos dar passos de modernização de equipamentos e de espaços, conseguimos inovar e empreender, conseguimos envolver a comunidade em projetos de vanguarda e de internacionalização, conseguimos instalar uma dinâmica pedagógica vigorosa e estimulante e conseguimos criar um ecossistema educativo capaz de ter lugar para todos e capaz de valorizar as competências de todos.

Com todos, criei um Agrupamento de Se7e Escolas de Vida e de Se7e Escolas para a Vida.

Pratiquei um dirigismo de porta aberta, sem sectarismos ou abordagens “em bicos de pés”. Nunca procurei ser maior que os outros, nem maior que a instituição e que a missão que abracei.

Cesso o meu mandato de consciência tranquila e renovo os votos que formulei em 28 de junho de 2013 – que o novo futuro se venha a revelar audaz, democrático e estimulante.

Deixo lançadas as sementes para isso.

Felicidades pessoais e profissionais para todos.

O Diretor Cessante

Filipe Plácido Silva